Home Ciência Sulfitos: o Perigo Oculto nos Alimentos, Aprenda Identificá-los

Sulfitos: o Perigo Oculto nos Alimentos, Aprenda Identificá-los

8
0
RSS Feed

Vídeo sobre Sulfitos: o Perigo Oculto nos Alimentos, Aprenda Identificá-los. #sulfitos #vinhos #Natureba

Quantas vezes você se pegou no mercado observando e lendo os rótulos dos alimentos? Nós sabemos que muitos de vocês não tem o costume de observar os ingredientes que estão presentes nos alimentos que consomem. Porém isso precisa mudar!

Depois de começar a ler os rótulos dos alimentos que você consome, você vai dar mais valor aos alimentos que não precisam ser rotulados. E consequentemente, essa atitude irá gerar mais valor a sua saúde.

Você já reparou na quantidade de sulfito presente em sua alimentação?

Os sulfitos, são amplamente utilizados na indústria de alimentos como conservantes e antioxidantes, sendo classificados como aditivos alimentares.

Quando utilizado deve ser declarado no rótulo dos alimentos pelo nome da categoria: conservante e o nome ou número do aditivo.

Sabia disso? Eles se formam naturalmente em comidas e bebidas como um resultado da fermentação, como é o caso da cerveja e do vinho.

Algumas vezes, os produtores de vinho fazem o uso do dióxido de enxofre (que, no contato com soluções alcalinas, forma os sulfitos), assim consegue-se conservar o vinho.

O uso dos sulfitos em diferentes países, na maioria das vezes segue a recomendação do JECFA, sendo limitado por legislações específicas, estabelecidas com base na segurança de uso e necessidade tecnológica.

Dentro dessas recomendações, a ingestao diaria aceitavel de sulfito é de 0,7mg/kg de peso, portanto, se você tem 70 quilos, você pode ingerir até 49mg de sulfito diariamente.

Porém controlar isso pode ser difícil, já que os sulfitos podem estar presentes em: frutas, legumes e verduras, açúcar refinado, vinagre, sucos naturais, geléias, batata frita congelada, coco ralado, camarões e lagostas congelados, carnes, vinhos, cerveja, etc. Mas o que acontece quando ingerimos sulfito além do recomendado?

Sabe quando você acorda com a cabeça pesada, pois tomou vinho em excesso no dia anterior?

A sensibilidade ao sulfito pode causar alergia, dermatite, problemas pulmonares, gastrointestinais e cardiovasculares.

Por isso, urticária, náuseas, dor de cabeça, aumento da frequência cardíaca, desorientação, náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarreia são sintomas comuns em pessoas que ultrapassam a ingestão sugerida de sulfato diariamente.

Mas se bem dosado, eles não são prejudiciais. Agora que você conhece mais sobre os sulfito, lembre-se sempre de analisar os rótulos e consumi-los com moderação.

Receba Novidades!

Inscreva-se para receber novidades diretamente por e-mail.

Invalid email address
Prometemos não enviar spam.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Please enter your comment!
Please enter your name here